Pensando o Brasil: Um guia para as eleições 2014

Confira o documento publicado pela CNBB que é um guia para nós cristãos nessas eleições 2014

Leia Mais!

Pré-inscrição para serviço XXXVII SVES para JOVENS

Nos dias 12, 13 e 14/09 vamos realizar o XXXVII Seminário de Vida no Espírito Santo para Jovens na Porciúncula e para isso precisamos do seu serviço.

Leia Mais!

Quaresma de São Miguel Arcanjo

São Miguel Arcanjo é adorado pelo povo de Deus porque ele, com sua humildade, nos auxilia no combate ao mal. Vamos nos unir em oração e aprender como rezar a quaresma deste santo anjo.

Leia Mais!

A moda católica

O nosso vestir deve refletir a nossa alegria de amar a Deus, assim como todos os outros atos de nossa vida cristã. Saiba como podemos evangelizar o irmão sem deixar nosso estilo pessoal de lado.

Leia Mais!

@umnovocaminho

Liturgia

1ª Leitura - 1Cor 3,1-9
Nós somos cooperadores de Deus,
e vós sois lavoura de Deus, construção de Deus.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 3,1-9
1Irmãos, não pude falar-vos como a pessoas espirituais.
Tive que vos falar como a pessoas carnais,
como a crianças na vida em Cristo.
2Pude oferecer-vos somente leite,
não alimento sólido,
pois ainda não éreis capazes de tomá-lo.
E nem atualmente sois capazes de receber alimento sólido,
3visto que ainda sois carnais.
As rivalidades e rixas que existem aí, no meio de vós,
acaso não mostram que sois carnais
e que procedeis de acordo com os impulsos naturais?
4Quando um declara: 'Eu sou de Paulo',
e outro : 'Eu sou de Apolo',
não estais procedendo como pessoas simplesmente naturais?
5Pois, o que é Apolo? O que é Paulo?
- Não passam de servidores, pelos quais chegastes à fé.
E cada um deles exerce seu serviço
segundo o dom recebido de Deus.
6Eu plantei, Apolo regou,
mas Deus é que fazia crescer.
7De modo que nem o que planta, nem o que rega
são, propriamente, importantes.
Quem é importante é aquele que faz crescer: Deus.
8Aquele que planta e aquele que rega formam uma unidade,
mas cada um receberá o seu próprio salário,
proporcional ao seu trabalho.
9Com efeito, nós somos cooperadores de Deus,
e vós sois lavoura de Deus, construção de Deus.
Palavra do Senhor.
Salmo - Sl 32,12-13. 14-15. 20-21 (R. 12b)
R. Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

12Feliz o povo cujo Deus é o Senhor, *
e a nação que escolheu por sua herança!
13Dos altos céus o Senhor olha e observa; *
ele se inclina para olhar todos os homens.R.

14Ele contempla do lugar onde reside *
e vê a todos os que habitam sobre a terra.
15Ele formou o coração de cada um *
e por todos os seus atos se interessa.R.

20No Senhor nós esperamos confiantes, *
porque ele é nosso auxílio e proteção!
21Por isso o nosso coração se alegra nele, *
seu santo nome é nossa única esperança.R.

Evangelho - Lc 4,38-44
Eu devo anunciar a Boa Nova do Reino de Deus
também a outras cidades,
porque para isso é que eu fui enviado.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 4,38-44
Naquele tempo:
38Jesus saiu da sinagoga e entrou na casa de Simão.
A sogra de Simão estava sofrendo com febre alta,
e pediram a Jesus em favor dela.
39Inclinando-se sobre ela, Jesus ameaçou a febre,
e a febre a deixou.
Imediatamente, ela se levantou e começou a servi-los.
40Ao pôr do sol, todos os que tinham doentes
atingidos por diversos males,
os levaram a Jesus.
Jesus colocava as mãos em cada um deles e os curava.
41De muitas pessoas também saíam demônios,
gritando: 'Tu és o Filho de Deus.'
Jesus os ameaçava, e não os deixava falar,
porque sabiam que ele era o Messias.
42Ao raiar do dia, Jesus saiu,
e foi para um lugar deserto.
As multidões o procuravam e, indo até ele,
tentavam impedi-lo que os deixasse.
43Mas Jesus disse:
'Eu devo anunciar a Boa Nova do Reino de Deus
também a outras cidades,
porque para isso é que eu fui enviado.'
44E pregava nas sinagogas da Judéia.
Palavra da Salvação.
Reflexão - Lc 4, 38-44
Por que as pessoas procuram a religião? A maioria das pessoas que procuram a religião o faz por motivos egoístas, procuram a Deus para fazer dele seu servidor, querem proteção, saúde, sucesso econômico, profissional, social ou afetivo, ou fogem do medo do desconhecido, do sobrenatural ou da própria morte. Devemos procurar na religião um relacionamento pessoal e amoroso com o próprio Deus, para que possamos servi-lo amando os nossos irmãos e irmãs. Para isso, precisamos conhecer o Evangelho, no qual Jesus anuncia a boa nova do Reino de Deus. A partir do conhecimento do Evangelho, vamos nos sentir apelados por Deus para a vivência concreta do amor e, a partir de uma resposta positiva a esse apelo, teremos um relacionamento maduro e amoroso com Deus.

Reflexão

Reflexão Pessoal -  1 Coríntios 3, 1-9 – “Deus é quem faz crescer

  São Paulo faz a diferença entre o homem espiritual e o homem carnal que é justamente aquele que está começando a ter conhecimento das coisas de Deus. Podemos distinguir o homem espiritual do homem carnal pelas suas ações quando são guiadas pelo Espírito Santo ou dirigidas pela sua natureza humana.  O nosso crescimento espiritual não depende da nossa idade cronológica, mas da crescente entrega do nosso entendimento e do nosso raciocínio lógico ao Espírito Santo que trabalha em nós e nos faz amadurecer. A pouca maturidade espiritual traz como consequência,  as rixas, as rivalidades, as fofocas, os partidos, os ciúmes, as preferências situações que vemos acontecer a cada dia, até dentro da Igreja. Quantas vezes vemos pessoas já idosas agindo como se fossem crianças, tomando partido, fazendo questão por coisas supérfluas, que não lhe são necessárias! Porque continuamos infantis é que estes fatos ocorrem e  não suportamos um alimento mais sólido e mais consistente. O alimento sólido tem como substância os nossos atos de renúncia, de despojamento, de perdão, de partilha, de compreensão. Damos prova de maturidade espiritual quando aprendemos a ceder o lugar, a fazer as coisas por amor deixando os nossos interesses de lado. O homem alimentado pelo Espírito Santo consegue fazer proezas que na sua humanidade, naturalmente não conseguiria. Cada um de nós tem uma função no reino de Deus e a importância relativa. Nenhum de nós é maior do que o outro na edificação da Igreja de Jesus Cristo. Como diz São Paulo, um é o que planta, outro é quem rega, mas Deus é quem faz crescer a obra. As pessoas passam! Elas são apenas como placas que indicam o Caminho que nos leva ao encontro de Deus. O Caminho é Jesus, portanto, não devemos nunca nos indispor com ninguém, tomando partido ou posição a favor ou contra alguém, – Como anda o seu relacionamento com as pessoas? – Você costuma valorizar mais a uns do que os outros? – Existe alguém com quem você não fala, a quem você não cumprimenta?  - Saiba você que se assim for você é um homem – mulher,  que ainda não  cresceu, continua infantil, sem compromisso com Deus.

Salmo 32 – “Feliz o povo que o  Senhor escolheu por sua herança!”

  Precisamos sempre ter em mente de que somos a herança de Deus, por isso, Ele está sempre muito perto de nós conhece os nossos anseios, nossas fraquezas e também as nossas forças.  Ele nos escolheu e, por isso, se interessa por nós. Assim sendo, podemos crescer e prosperar, ter esperança e sonhar, porque o Senhor nos olha dos altos céus e  observa todas as nossas boas intenções. Nada que fizermos será em vão e todas as nossas boas ações terão uma recompensa. Podemos esperar confiantes no Senhor, pois Ele é o nosso auxílio e proteção.                                        
 

Evangelho – Lucas 4, 38-44 – “o toque do Amor de Jesus”

  “Imediatamente, ela se levantou e começou a servi-los”! Baseados neste episódio da cura da sogra de Pedro, nós nunca poderemos afirmar que já não temos condições de ter uma vida nova, de sair de situações de pecado, de penúria, de enfermidade e de morte.  Ela é um exemplo para nós de que, a qualquer momento e em qualquer circunstância da nossa existência nós também poderemos servir a Deus e à Igreja de Cristo. Jesus Cristo foi Enviado pelo Pai, justamente para salvar a todos os que se encontram inseridos nesta situação. A fé daquelas pessoas que pediram a Jesus que orasse por aquela mulher já idosa, foi com certeza, o instrumento para que aquele prodígio se realizasse.  Com efeito,  não podemos duvidar de que Jesus possa nos curar das nossas enfermidades, nos libertar do mal e nos fazer reviver, mesmo que estejamos à beira da morte.  As doenças e os males que sofremos, hoje, são na maioria das vezes, lamentos da nossa alma necessitada do toque de Jesus, da sua Palavra e da Sua orientação. Uma vez tocados (as) pelo Senhor, banhados (as) pela Sua Misericórdia nós também podemos nos levantar da nossa “cama”, isto é, da nossa vida sem sentido e buscar a outros (as) que também precisam receber o toque do Amor de Jesus. As multidões procuravam Jesus e não queriam largá-Lo, por isso, Ele não parava, não tinha descanso e só se afastava do povo quando ia orar ao Pai. Jesus não se prendia a lugar nenhum, Ele não tinha predileções, curava todos doentes que encontrava e dava nova vida às pessoas sem esperança. Ele precisa de nós para continuar fazendo milagre e prodígios, pois somos curados, para amar e servir a Deus aqui na terra em favor de todos que são necessitados de salvação. A Boa Nova do Reino que Jesus anunciou aqui na terra é a Boa Notícia que devemos transmitir a todos: “Jesus, o filho de Deus, está muito perto de nós. Mora no nosso coração e nos quer curar de todos os males, hoje, como antes”.  - Você já teve alguma experiência de cura ou de libertação? - Depois que você foi curado (a), você foi também servir a Jesus? – Você acha que já fez muito e que precisa de descanso? – Você costuma se apegar aos grupos e pessoas? – Você é uma pessoa que aceita mudanças ou é uma pessoa acomodada? 

Calendário 2014.2

Confira as nossas atividades e participe conosco!