Amor em Ação acontecerá dia 27/04, no Lar Torres de Melo

No mês de abril, estaremos realizando o projeto Amor em Ação junto ao Lar Torres de Melo, instituição de Fortaleza que presta assistência a idosos, por meio da doação de material de higiene pessoal. Participe conosco!

Leia mais!

Campanha da Fraternidade 2014

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou nesta quarta-feira de Cinzas a Campanha da Fraternidade de 2014. Este ano, o tema é “Fraternidade e Tráfico Humano” e o lema “É para a liberdade que Cristo nos libertou”.

Leia mais!

Como viver o Tríduo Pascal

Estamos entrando hoje no período do Tríduo Pascal. Esse período envolve os três dias em que celebramos a cada ano a Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo e firmamos, mais uma vez, o nosso compromisso com Deus.

Leia Mais!

@umnovocaminho

Liturgia

1ª Leitura - At 3,1-10
O que tenho eu te dou:
em nome de Jesus levanta-te e anda!
Leitura dos Atos dos Apóstolos 3,1-10
Naqueles dias:
1Pedro e João subiram ao Templo
para a oração das três horas da tarde.
2Então trouxeram um homem, coxo de nascença,
que costumavam colocar todos os dias
na porta do Templo, chamada Formosa,
a fim de que pedisse esmolas aos que entravam.
3Quando viu Pedro e João entrando no Templo,
o homem pediu uma esmola.
4Os dois olharam bem para ele
e Pedro disse: 'Olha para nós!'
5O homem fitou neles o olhar,
esperando receber alguma coisa.
6Pedro então lhe disse:
'Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho eu te dou:
em nome de Jesus Cristo, o Nazareno,
levanta-te e anda!'
7E pegando-lhe a mão direita, Pedro o levantou.
Na mesma hora,
os pés e os tornozelos do homem ficaram firmes.
8Então ele deu um pulo, ficou de pé e começou a andar.
E entrou no Templo junto com Pedro e João,
andando, pulando e louvando a Deus.
9O povo todo viu o homem andando e louvando a Deus.
10E reconheceram que era ele
que pedia esmolas, sentado na porta Formosa do Templo.
E ficaram admirados e espantados
com o que havia acontecido com ele.
Palavra do Senhor.
Salmo - Sl 104, 1-2. 3-4. 6-7. 8-9 (R. 3b)
R. Exulte o coração dos que buscam o Senhor.

Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia

1Dai graças ao Senhor, gritai seu nome, *
anunciai entre as nações seus grandes feitos!
2Cantai, entoai salmos para ele, *
publicai todas as suas maravilhas!R.

3Gloriai-vos em seu nome que é santo, *
exulte o coração que busca a Deus!
4Procurai o Senhor Deus e seu poder, *
buscai constantemente a sua face!R.

6Descendentes de Abraão, seu servidor, *
e filhos de Jacó, seu escolhido,
7ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, *
vigoram suas leis em toda a terra.R.

8Ele sempre se recorda da Aliança, *
promulgada a incontáveis gerações;
9da Aliança que ele fez com Abraão, *
e do seu santo juramento a Isaac.R.
Evangelho - Lc 24,13-35
Reconheceram-no ao partir o pão.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 24,13-35
13Naquele mesmo dia, o primeiro da semana,
dois dos discípulos de Jesus
iam para um povoado, chamado Emaús,
distante onze quilômetros de Jerusalém.
14Conversavam sobre todas as coisas que tinham
acontecido.
15Enquanto conversavam e discutiam,
o próprio Jesus se aproximou
e começou a caminhar com eles.
16Os discípulos, porém, estavam como que cegos,
e não o reconheceram.
17Então Jesus perguntou:
'O que ides conversando pelo caminho?'
Eles pararam, com o rosto triste,
18e um deles, chamado Cléofas, lhe disse:
'Tu és o único peregrino em Jerusalém
que não sabe o que lá aconteceu nestes últimos dias?'
19Ele perguntou: 'O que foi?'
Os discípulos responderam:
'O que aconteceu com Jesus, o Nazareno,
que foi um profeta poderoso em obras e palavras,
diante de Deus e diante de todo o povo.
20Nossos sumos sacerdotes e nossos chefes
o entregaram para ser condenado à morte e o
crucificaram.
21Nós esperávamos que ele fosse libertar Israel,
mas, apesar de tudo isso,
já faz três dias que todas essas coisas aconteceram!
22É verdade que algumas mulheres do nosso grupo
nos deram um susto.
Elas foram de madrugada ao túmulo
23e não encontraram o corpo dele.
Então voltaram, dizendo que tinham visto anjos
e que estes afirmaram que Jesus está vivo.
24Alguns dos nossos foram ao túmulo
e encontraram as coisas como as mulheres tinham dito.
A ele, porém, ninguém o viu.'
25Então Jesus lhes disse:
'Como sois sem inteligência e lentos
para crer em tudo o que os profetas falaram!
26Será que o Cristo não devia sofrer tudo isso
para entrar na sua glória?'
27E, começando por Moisés e passando pelos Profetas,
explicava aos discípulos
todas as passagens da Escritura
que falavam a respeito dele.
28Quando chegaram perto do povoado para onde iam,
Jesus fez de conta que ia mais adiante.
29Eles, porém, insistiram com Jesus, dizendo:
'Fica conosco, pois já é tarde
e a noite vem chegando!'
Jesus entrou para ficar com eles.
30Quando se sentou à mesa com eles,
tomou o pão, abençoou-o, partiu-o e lhes distribuía.
31Nisso os olhos dos discípulos se abriram
e eles reconheceram Jesus.
Jesus, porém, desapareceu da frente deles.
32Então um disse ao outro:
'Não estava ardendo o nosso coração
quando ele nos falava pelo caminho,
e nos explicava as Escrituras?'
33Naquela mesma hora, eles se levantaram
e voltaram para Jerusalém onde encontraram os Onze
reunidos com os outros.
34E estes confirmaram:
'Realmente, o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão!'
35Então os dois contaram
o que tinha acontecido no caminho,
e como tinham reconhecido Jesus ao partir o pão.
Palavra da Salvação.
Reflexão - Lc 24, 13-35
Este trecho nos mostra todas as etapas do trabalho evangelizador. Inicialmente, as pessoas estão caminhando em comunidade. Ninguém caminha verdadeiramente quando está sozinho. Jesus é o verdadeiro evangelizador, que entra na caminhada das pessoas, caminha com elas. Durante a caminhada, faz seus corações arderem, porque desperta neles o amor, permanece com eles, formando uma nova comunidade, e se dá verdadeiramente a conhecer quando as pessoas dão respostas concretas aos apelos do amor, fazendo com que elas sejam novas testemunhas da ressurreição.

Reflexão

Reflexão pessoal -   Atos 3, 1-10 – ‘ os coxos no meio do caminho”

  Caminhando para orar no templo Pedro e João se depararam com um homem coxo de nascença que costumeiramente encontrava-se ali, todos os dias pedindo esmola.  Os dois haviam testemunhado a ressurreição de Jesus, por isso, agora tinham uma nova visão das coisas que se lhe apresentavam, por isso, lançaram um olhar diferente sobre aquele homem e perceberam também nos seus olhos que ele precisava muito mais do que apenas uma moeda.  Hoje, sem presunção, nós também podemos nos considerar como Pedro ou como João e, conscientes de que Jesus se entregou, morreu e ressuscitou por nós, abraçar a missão que recebemos no nosso Batismo. Os discípulos haviam aprendido com o Mestre a não desperdiçar nenhuma oportunidade que tivessem, para fazer a vontade de Deus. Mesmo enquanto caminhavam para orar no templo, eles percebiam o que precisava ser realizado. Portanto, eles não ficavam apenas na oração, mas se colocavam de prontidão para agir.  Aquele homem coxo, estava  acomodado na sua ocupação de “pedir esmolas”. O seu ofício e o que ele fazia todos os dias era somente isto: mendigar algo para a sua sobrevivência.  Pedro e João, no entanto, agora já podiam dar àquele homem aquilo de que ele mais necessitava: a cura através da fé em Jesus Cristo. E isto  fez toda a diferença na  vida daquele homem porque mais do que uma esmola, ele recebeu a libertação. Hoje também, conscientes de que Jesus Cristo ressuscitado está no meio de nós e conta conosco para edificar o Seu reino, nós também não podemos perder a chance, mesmo quando nos dirigimos ao templo para rezar para adorar, para louvar e render graças. Às vezes, nós também nos perguntamos: o que temos nós para dar  aos “coxos” que encontramos no caminho e nos abordam  esperando algo que não temos ou não podemos dar?  Na verdade, porém, o que a maioria dessas pessoas precisa é de cuidado, de carinho, de uma palavra amiga que lhes dê ânimo e coragem para levantar-se de onde estão. Eles precisam conhecer Jesus Cristo e nós também, como os apóstolos, não temos ouro nem prata e nenhum tostão no bolso para dar a quem nos pede, porém, em Seu Nome podemos ajudá-las a levantar-se provando a elas o amor de Deus que mora no nosso coração. “Em Nome de Jesus Cristo, levanta-te e anda”, eis o que devemos dizer àqueles que nos procuram. – Qual a sua reação quando encontra alguém necessitado que lhe estende a mão? -  Você algum dia já se encontrou na situação de pedinte? – O que na realidade as pessoas necessitam mais? – Você já tem feito alguma coisa em nome de Jesus? – Você “olha” para as pessoas que pedem esmola? - Hoje Jesus diz para você: “Levanta-te, anda, dá atenção aos coxos que tu encontrares pelo caminho quando fores tu também ao templo, para me adorares”. 

 

 Salmo 104 – “Exulte o coração dos que buscam o Senhor!”

  Gritar o nome do Senhor significa testemunhar com a vida os Seus grandes feitos. Com as nossas palavras e atos nós manifestamos ao mundo a glória de Deus. A alegria e o louvor transbordam naturalmente do nosso coração e nós nunca poderemos esconder do mundo a nossa esperança, porque Deus sempre se recorda da aliança que fez conosco. E não podemos esquecer de que somos chamados a anunciar entre as nações os pequenos e grandes milagres que obtemos no nosso dia a dia de cristãos ressuscitados.

 

Evangelho– Lucas 24, 13-35 – “no meio do caminho, o encontro”

    Assim como aconteceu com os discípulos de Emaús hoje também acontece conosco que iniciamos aqui na terra uma caminhada espiritual. Encontramos com Jesus e não O reconhecemos, porque colocamos barreiras e limitações humanas e não apreendemos a Sua Palavra que é cheia de significado e de vida. Porque caminhamos absorvidos nas nossas dificuldades não nos detemos para decifrar os enigmas da nossa vida a fim de comprovar que o Senhor ressuscitado está muito perto de nós. Às vezes conversamos sobre as coisas que ouvimos falar nas Escrituras, no entanto, o que temos lido e aprendido não nos faz perceber que o próprio Jesus caminha conosco e Ele mesmo é quem nos fala.  Partilhamos a Palavra como se ouvíssemos falar de algo que aconteceu há dois mil anos e também, como cegos,  não enxergamos Jesus que, pela Sua Palavra se faz presente na nossa história para mudar o rumo dos acontecimentos. Como os discípulos de Emaús nós também esperamos que as coisas aconteçam diferentemente do que constatamos e que não deveria haver choro, nem sofrimento, e num passe de mágica as nossas dores deveriam desaparecer. Não admitimos o desencontro, o plano frustrado nem o que aconteceu fora dos nossos padrões de expectativa. Nós nos escandalizamos porque apesar de sermos pessoas de oração e nos considerarmos cristãos nós ainda não vimos se cumprirem na nossa vida as promessas que Deus já nos fez. Hoje Jesus quer fazer conosco como fez com os discípulos de Emaús e se apresenta diante de nós com o poder da Sua ressurreição, sem antes, porém, também nos repreende: “como sois sem inteligência e lentos para crer em tudo o que os profetas falaram!” Hoje ainda, nós podemos reconhecer Jesus na Eucaristia, quando Ele próprio parte o Seu Corpo no Pão que sacia a nossa fome e eleva o Cálice do Seu Sangue que mata a nossa sede. Quando participamos de uma Celebração Eucarística e comungamos o Seu Corpo e o Seu Sangue nós também distinguimos que algo mudou dentro de nós e que também o nosso coração arde mesmo que nada aconteça de extraordinário. Jesus Cristo se faz presente no nosso caminho de uma maneira muito sutil e também muito simples.  Precisamos ter mais consciência de que possuímos um verdadeiro manancial de salvação ao nosso dispor e que se assim quisermos Jesus nunca irá sair de perto de nós quando chegar a noite escura da desolação.  Assim sendo,  também como os discípulos de Emaús somos motivados a dar a Boa Nova por onde passamos: “Realmente, o Senhor ressuscitou e apareceu a mim”!  Tudo está escrito e marcado no nosso coração! Nunca mais seremos os (as) mesmos (as)! – Você já pode sair anunciando isto por onde passar? – Você ainda continua olhando apenas para as coisas ruins da sua vida ou já percebeu que Cristo parte o pão para você? – Você se considera uma pessoa inteligente para desvendar os enigmas de Deus? - 

Calendario 2014.1

Confira as nossas atividades e participe!!!