Assinatura do Dízimo

“Convém lembrar: aquele que semeia pouco, pouco ceifará. Aquele que semeia em profusão, em profusão ceifará. Dê cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza nem constrangimento. Deus ama o que dá com alegria.” (2Cor 9, 6-7)

Leia Mais!

Novena do mês

Em fevereiro comemoramos o dia de Nossa Senhora de Lourdes. Vamos rezar juntos?
Leia Mais!

Testemunho Tia Helena

Nossa fundadora fala de como Santa Teresinha surgiu como baluarte da Comunidade
Leia Mais!

Liturgia

1ª Leitura - At 15,1-2.22-29

Decidimos, o Espírito Santo e nós, não vos impor
nenhum fardo, além das coisas indispensáveis.

Leitura dos Atos dos Apóstolos 15,1-2.22-29
Naqueles dias:
1Chegaram alguns da Judéia
e ensinavam aos irmãos de Antioquia, dizendo:
'Vós não podereis salvar-vos,
se não fordes circuncidados,
como ordena a Lei de Moisés.'
2Isto provocou muita confusão, e houve
uma grande discussão de Paulo e Barnabé com eles.
Finalmente, decidiram que Paulo, Barnabé
e alguns outros fossem a Jerusalém,
para tratar dessa questão
com os apóstolos e os anciãos.
22Então os apóstolos e os anciãos,
de acordo com toda a comunidade de Jerusalém,
resolveram escolher alguns da comunidade
para mandá-los a Antioquia, com Paulo e Barnabé.
Escolheram Judas, chamado Bársabas, e Silas,
que eram muito respeitados pelos irmãos.
23Através deles enviaram a seguinte carta:
'Nós, os apóstolos e os anciãos, vossos irmãos,
saudamos os irmãos vindos do paganismo
e que estão em Antioquia
e nas regiões da Síria e da Cilícia.
24Ficamos sabendo que alguns dos nossos
causaram perturbações com palavras
que transtornaram vosso espírito.
Eles não foram enviados por nós.
25Então decidimos, de comum acordo,
escolher alguns representantes
e mandá-los até vós,
junto com nossos queridos irmãos Barnabé e Paulo,
26homens que arriscaram suas vidas
pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo.
27Por isso, estamos enviando Judas e Silas,
que pessoalmente vos transmitirão a mesma mensagem.
28Porque decidimos, o Espírito Santo e nós,
não vos impor nenhum fardo,
além destas coisas indispensáveis:
29abster-se de carnes sacrificadas aos ídolos,
do sangue, das carnes de animais sufocados
e das uniões ilegítimas.
Vós fareis bem se evitardes essas coisas.
Saudações!'
Palavra do Senhor.

Salmo - Sl 66,2-3.5.6.8 (R. 4)

R. Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor,
que todas as nações vos glorifiquem!

Ou: R.Aleluia, Aleluia, Aleluia

2Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção,*
e sua face resplandeça sobre nós!
3Que na terra se conheça o seu caminho*
e a sua salvação por entre os povos.R.

5Exulte de alegria a terra inteira,*
pois julgais o universo com justiça;
os povos governais com retidão,*
e guiais, em toda a terra, as nações.R.

6Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor,*
que todas as nações vos glorifiquem!
8Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe,*
e o respeitem os confins de toda a terra!R.

2ª Leitura - Ap 21,10-14.22-23

Mostrou-me a cidade santa descendo do céu.

Leitura do Livro do Apocalipse de São João 21,10-14.22-23

10Um anjo me levou em espírito
a uma montanha grande e alta.
Mostrou-me a cidade santa, Jerusalém,
descendo do céu, de junto de Deus,
11brilhando com a glória de Deus.
Seu brilho era como o de uma pedra preciosíssima,
como o brilho de jaspe cristalino.
12Estava cercada por uma muralha maciça e alta,
com doze portas.
Sobre as portas estavam doze anjos,
e nas portas estavam escritos os nomes
das doze tribos de Israel.
13Havia três portas do lado do oriente,
três portas do lado norte,
três portas do lado sul
e três portas do lado do ocidente.
14A muralha da cidade tinha doze alicerces,
e sobre eles estavam escritos
os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.
22Não vi templo na cidade,
pois o seu Templo é o próprio Senhor,
o Deus Todo-poderoso, e o Cordeiro.
23A cidade não precisa de sol,
nem de lua que a iluminem,
pois a glória de Deus é a sua luz
e a sua lâmpada é o Cordeiro.
Palavra do Senhor.

Evangelho - Jo 14,23-29

O Espírito Santo vos recordará
tudo o que eu vos tenho dito.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 14,23-29

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
23'Se alguém me ama,
guardará a minha palavra,
e o meu Pai o amará,
e nós viremos e faremos nele a nossa morada.
24Quem não me ama,
não guarda a minha palavra.
E a palavra que escutais não é minha,
mas do Pai que me enviou.
25Isso é o que vos disse enquanto estava convosco.
26Mas o Defensor, o Espírito Santo,
que o Pai enviará em meu nome,
ele vos ensinará tudo
e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito.
27Deixo-vos a paz,
a minha paz vos dou;
mas não a dou como o mundo.
Não se perturbe nem se intimide o vosso coração.
28Ouvistes que eu vos disse:
'Vou, mas voltarei a vós`.
Se me amásseis,
ficaríeis alegres porque vou para o Pai,
pois o Pai é maior do que eu.
29Disse-vos isto, agora,
antes que aconteça,
para que, quando acontecer,
vós acrediteis.
Palavra da Salvação.

Reflexão

circuncisão do coraçãoReflexão pessoal -  1ª. Leitura – Atos 15,1-2.22-29  – “os circuncidados e os incircuncisos ”

 Jesus morreu por todos nós!  O Pai nos chamou à salvação, por meio do Seu Filho Jesus Cristo por isso, todos nós temos oportunidade para nos apossar desta graça. No entanto, hoje como naquele tempo, ocorre ter no meio do povo de Deus aqueles (as) que “causam perturbações com palavras que transtornam o espírito” de quem está sendo atraído (a) para Deus. São pessoas que olham mais para o legalismo do que, realmente, para a justiça de Deus que é o Seu Amor. O Pai é cheio de Misericórdia e de Amor e não nos impõe a Sua doutrina, mas nos dá liberdade para optarmos por Ele. Ninguém que venha com palavras de rejeição, de discriminação, pode ser considerado enviado em Nome de Jesus, pelo contrário, os que são enviados em Seu Nome, terão que ser os mais acolhedores, compreensivos e amorosos porque o jugo de Jesus é suave e o Seu fardo é leve. Portanto, se queremos seguir a Jesus precisamos nos conformar a Ele e assumir a mentalidade do Evangelho que recebe de braços abertos os circuncidados e os incircuncisos. – Você impõe condições para as pessoas que desejam aproximar-se de Jesus e lhe pedem ajuda? – Você é uma pessoa acolhedora? – Você tem medo de Deus? – Você trata as pessoas como Jesus fazia?

Que as nações vos glorifiquemSalmo 66 – “Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem! ”

Todos os povos são chamados à salvação e precisam da graça e da bênção do Senhor. A alegria que nós sentimos por termos assumido a graça de Deus precisa se espalhar pela terra inteira, esse é o desejo do Pai. Somos chamados (as)a  exalar no mundo  o perfume do Amor de Deus para que todas as nações O glorifiquem e que o Senhor seja respeitado até os confins de toda a terra.

A Nova Jerusalém é a Igreja de Jesus Cristo2ª. leitura – Apocalipse 21,10-14.22-23 – “o brilho do céu!”

A visão de São João nos leva a refletir sobre a cidade santa, a Nova Jerusalém, lugar que passa a ser a nossa morada com Deus desde hoje, quando nos abrimos à experiência com o Espírito Santo dentro do nosso coração.  “A nova Jerusalém é dom de Deus e está aberta a todos os que dela quiserem participar. ”  A Nova Jerusalém é a Igreja de Jesus Cristo, fundamentada no Antigo e no Novo Testamento, isto é, nas Doze tribos de Israel e nos Doze Apóstolos.  A glória de Deus brilha em nós e através do nosso testemunho de ser Igreja. Todos nós podemos mostrar ao mundo o brilho do céu, porque o Espírito Santo habita dentro do nosso coração, nós somos Igreja e formamos o templo vivo do Senhor, a Sua glória é a Luz que nos ilumina. – Você está esperando para usufruir da cidade Santa somente depois que você for para o céu?Você alguma vez já sentiu o “clima diferente” do céu? – O Espírito Santo tem motivado a sua caminhada? – Ele tem feito diferença na sua vida?

A palavra de DeusEvangelho – João 14, 23-29 – a prova de que amamos a Jesus é a vivência da Palavra do Pai”

Não precisamos de muitas provas para descobrir se amamos ou não a Jesus, mas apenas fazer um exame de consciência para perceber se estamos guardando a Sua Palavra: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra”, essa é a proposta de Jesus para nós.  Guardar a Palavra significa vivê-La como um ato de fé, sem questionar, mesmo se ainda não a compreendemos. Para nós já é uma grande graça o fato de que temos acesso à Palavra de Deus Pai, nosso Criador. Portanto, é grande motivo para que sejamos gratos a Jesus que veio nos revelar tudo o que o Pai deseja no conceder. Jesus veio em Nome do Pai para nos dar uma vida de felicidade e, isto também é o motivo maior para que nós O amemos com todo o nosso ser.  Quem acolhe os ensinamentos de Jesus está assumindo a vida em abundância prometida por Ele, assim como também fazendo a vontade do Pai. Com efeito, a prova de que amamos a Jesus é a vivência da Palavra do Pai que Ele veio nos anunciar. “... e o Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada”, disse ainda Jesus. Quando nós vivemos o Evangelho nós temos a garantia de que O Pai e o Filho moram em nós com todo o Poder do Espírito Santo. Assim sendo, cumprir a Palavra é morar na casa do Pai. – Você guarda a Palavra de Deus? – Como tem sido a sua vivência dos ensinamentos de Jesus? – Você pode afirmar que ama a Jesus? – Você dá testemunho desse amor ao mundo?  

Calendário

Confira as nossas atividades e participe conosco!